ROBERT MAPPLETHORPE

SALA DOS PROFESSORESrepertorio.html

home    escola    agência    fotoprodutos

 
 

Conhecido como o documentarista da cena sadomasoquista gay, Robert Mapplethorpe (wiki-en) percorreu um longo caminho entre sua infância no Queens, Nova Iorque, até o submundo GLS mais radical. Se sua vida teve vários desvios, sua arte, vários caminhos. Mas foi na fotografia que este homem dúbio e incansável se afirmou. Frequentador de bares leather, era capaz de circular também na alta roda social. Expoente da Pop Art, retratou em suas fotos seus contemporâneos, como Andy Warhol, David Hockney e Patti Smith, com quem teve uma relação conturbada: ambos eram bissexuais. Seu maior caso de amor foi com Sam Wagstaff, que apoiou sua carreira inclusive financeiramente O que não quer dizer que Mapplethorpe se satisfizesse com ele. Em suas saídas, sempre voltava para casa com alguém e, caso este também não o satisfizesse, ele voltava aos bares e começava tudo de novo. Era louco em suas aventuras sexuais e tinha manias: usar caveira como símbolo, dormir em uma gaiola gigante, com lencóis pretos na cama. Tudo isso adquiriu um aspecto mais trágico ao descobrir que tinha AIDS. E todas as suas vivências se refletiram de forma inequívoca em sua arte, em uma tal extensão que muitos de seus trabalhos são impedidos até hoje de serem exibidos.


Seu auge como artista ocorreu na década de 80: de uma hora para outra, era citado em todos os lugares e seus clientes incluíam famosos de Hollywood e membros da nobreza européia. Morreu em 1989.

 

ROBERT MAPPLETHORPE

A ESCOLA
PROFESSORES
CURSOS
TEXTOS
PEDÁGIOpedagio.html